Nações Unidas premeia ADPM pelo combate à desertificação

Nações Unidas premeia ADPM

Um programa das Nações Unidades premiou o trabalho de combate à desertificação, à degradação dos solos e à seca, desenvolvido pela ADPM no Baixo Alentejo e em Cabo Verde.
Segundo a ADPM – Associação de Defesa do Património de Mértola, na base da distinção, no âmbito do programa “Campeões das Zonas Áridas”, lançado este ano pelo Secretariado Executivo da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação, está o trabalho desenvolvido pela associação no Monte do Vento, em Mértola, e no município de Porto Novo, na Ilha de Santo Antão (Cabo Verde).
O programa visa distinguir atividades de pessoas, organizações ou empresas que se tenham envolvido na promoção de intervenções de gestão sustentável para o combate à desertificação, à degradação dos solos e à seca, explica a ADPM.
Sob o lema “Eu sou parte da solução”, o programa, acrescenta a ADPM, “foca-se, sobretudo, nas pessoas e no seu empenho e nos seus esforços para melhorar os meios de subsistência das populações rurais nas zonas áridas e as condições de conservação dos ecossistemas afetados pela desertificação”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima