Municípios do distrito de Beja criticam processo da Televisão Digital Terrestre

Municípios do distrito de Beja criticam processo da Televisão Digital Terrestre

Os municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral estão descontentes "face à forma como tem sido conduzido o processo" do serviço da Televisão Digital Terrestre (TDT) na região e exigem "tratamento equitativo para todos os cidadãos, apelando a que seja considerada a situação particular dos territórios do Baixo Alentejo".
Em comunicado, o conselho directivo da AMBAAL – Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral lembra que a Portugal Telecom ganhou o concurso lançado pela Anacom e instalou a infra-estrutura de rede necessária para cobrir todo o território nacional com a TDT.
Contudo, garante o comunicado da AMBAAL, esta "não cobre o território da mesma forma, sobretudo em zonas do interior e periféricas, notando-se no território do Baixo Alentejo alguns constrangimentos".
"Estamos perante tecnologias inovadoras e dispendiosas, sobretudo para uma população idosa, cujas consequências, serão nefastas na medida em que o período de adaptação deveria ser mais alargado, em função dos meios disponíveis, pois, estamos na presença de tratamento diferenciado de cidadãos", apela a AMBAAL.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima