Municípios aderem em força à candidatura do cante alentejano a património da Unesco

Municípios aderem em força à candidatura do cante alentejano a património da Unesco

Quase todos os municípios onde existem grupos corais alentejanos já aderiram à candidatura do cante alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade, que será entregue no próximo dia 30 à Unesco.
Das 42 câmaras de concelhos onde há grupos corais alentejanos, "quase todas", precisamente 35, já declararam apoio e aderiram à candidatura, tornando-se promotores, adiantou à Agência Lusa o presidente da comissão executiva da candidatura, Carlos Laranjo Medeiros.
Do total das 42 câmaras, 25 são de concelhos do Alentejo e destas "só falta aderirem duas", Beja e Cuba, frisou, referindo que 14 das 35 câmaras aderentes já declararam o cante alentejano como Património de Interesse Municipal.
A candidatura conta também com declarações de apoio formais de mais de 100 juntas de freguesias, 28 grupos corais alentejanos, 122 cantores a nível individual e mais de 1.700 subscritores da petição pública lançada na Internet.
Segundo o responsável, a candidatura do cante alentejano "é única a nível nacional, já que tem o que nenhuma outra teve", ou seja, o apoio das três principais figuras do Estado português (presidentes da República e da Assembleia da República e primeiro-ministro).
"Há um movimento de base de apoio à candidatura muito grande e que está em crescendo", frisou Carlos Laranjo Medeiros, que falava a propósito do encontro que a comissão executiva promoveu este sábado, 3, em Serpa, para dar a conhecer às autarquias o ponto da situação da candidatura.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima