Mário Simões pede demissão do presidente da Distrital de Évora do PSD

Mário Simões pede demissão do presidente da Distrital de Évora do PSD

O presidente do PSD do distrito de Beja defende que, por ter assumido funções de vogal executivo no programa InAlentejo e integrar a equipa de gestão dos fundos comunitários na região, António Costa da Silva "devia demitir-se da presidência da Distrital de Évora do PSD".
"À luz dos critérios de transparência e de separação de poderes que o Governo defende e está a introduzir, também para o António Costa da Silva ter mais margem e mais capacidade de decisão com equilíbrio, acho naturalmente que se deveria demitir da liderança da distrital de Évora do PSD”, declarou Mário Simões esta quarta-feira, 7, numa entrevista concedida à Rádio Castrense (Castro Verde).
Na resposta, António Costa da Silva rejeita completamente a argumentação apresentada por Simões e, em declarações ao “CA”, afirma que a mesma "não faz sentido nenhum".
Por isso, não vai demitir-se agora e ainda não decidiu se vai recandidatar-se ao cargo nas eleições marcadas para o próximo mês de Setembro.
"Sinceramente, não tenho nenhum comentário a fazer. Isso é do tipo de coisas que nem sequer me passava pela cabeça. É uma discussão que não faz sentido", declara o líder eborense do PSD, acrescentando que as pessoas que fazem parte da Comissão Política do PSD ou outros órgãos "não vão pôr nunca essa questão, porque ela não é aceitável nem se põe em lado nenhum".

<b>MAIS INFORMAÇÃO NA EDIÇÃO DE 9 DE MARÇO DO "CORREIO ALENTEJO", AMANHÃ NAS BANCAS</b>

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima