Mário Simões defende o regresso ao Serviço Médico na Periferia

Mário Simões defende o regresso ao Serviço Médico na Periferia

O deputado do PSD eleito por Beja defende a reactivação do Serviço Médico à Periferia, no sentido de dotar a região dos médicos especialistas que escasseiam, nomeadamente psiquiatras.
A proposta de Mário Simões surgiu esta segunda-feira, 19, em Odemira, onde o parlamentar laranja acompanhou os trabalhos da Unidade móvel de saúde local na companhia do coordenador nacional para a saúde mental, Álvaro Carvalho, e do coordenador do Observatório Nacional para o Suicídio, Ricardo Gusmão.
Após a visita, Simões comprometeu-se a propor junto do Ministério da Saúde a criação de um Plano Nacional de Prevenção do Suicídio, assim como a instalação de um sistema de telemedicina “para atenuar as consequências mais graves da falta de psiquiatras” nas regiões do interior do país.
O deputado laranja, que integra um grupo de trabalho para o estudo da incidência do suicídio em Portugal, elogiou igualmente o papel desempenhado pela Unidade Móvel de Saúde de Odemira, tanto “pela dimensão e importância” do trabalho que está a desenvolver “em condições de enorme dificuldade”, assim como “pelos riscos enormes” inerentes ao facto de “percorrer caminhos sinuosos em terra batida pelo interior de Odemira”.
Durante a visita a Odemira, o coordenador nacional para a Saúde Mental, Álvaro Carvalho, garantiu que em Maio vai entrar em funcionamento na cidade de Beja uma unidade de internamento psiquiátrico.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima