Mário Simões é candidato único nas eleições do PSD de Beja

Mário Simões é candidato único nas eleições do PSD de Beja

Mário Simões recandidata-se a mais dois anos como presidente da Distrital de Beja do PSD com uma equipa renovada e propostas para “aumentar a influência” do partido no distrito nas próximas eleições autárquicas”.
O acto eleitoral está marcado para este sábado, 7 de Julho, com uma única candidatura e três alterações importantes no elenco da Comissão Permanente Distrital: Humberto Nixon vai render Carlos Valente numa das vice-presidências (a outra continuará a ser desempenhada por João Pedro Caeiro, que acumulará com a liderança da Concelhia de Beja!); José Gabriel, actual presidente da Junta de Freguesia de Milfontes, ocupará o lugar de Fernando Palma como tesoureiro e, por outro lado, “nasce” o cargo de secretário-geral distrital, que será desempenhado por João Araújo.
No resto do elenco apresentado por Mário Simões, mantém-se João Paulo Ramôa como candidato a líder da Assembleia Distrital, onde é secundado por António Sebastião.
E o jurista José Gaspar vai assumir a liderança do Conselho de Jurisdição.
No plano político, o actual deputado laranja quer “aumentar a influência” do partido no distrito nas próximas eleições autárquicas e, para isso, já afirmou que “o rumo iniciado há ano e meio vai ter continuidade, assim os militantes entendam depositar de novo a confiança” na sua liderança.
Segundo Mário Simões, “os tempos que se apresentam não são fáceis” e o PSD enfrenta “a difícil missão de preparar as próximas eleições autárquicas” em 2013 “com objectivos muito precisos”, ou seja, “aumentar” a “influência” do partido no distrito de Beja em número de eleitos, freguesias e câmaras “geridas sob a sigla do PSD”.
A necessidade de a Distrital de Beja do PSD começar a preparar as eleições autárquicas com “legitimidade política” foi uma das razões da antecipação das eleições para os órgãos distritais do partido, explicou Mário Simões, referindo que, após a sua reeleição, será criada uma comissão distrital do PSD para coordenar as autárquicas.
No final do seu próximo mandato, “daqui a dois anos, quando estaremos a um ano de eleições legislativas”, a distrital de Beja do PSD pretende apresentar o “Livro Branco do Baixo Alentejo”, ou seja, “um documento com as grandes linhas de orientação” do partido para a região, disse Mário Simões.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima