Moura: Perguntas e queixa sobre discriminação de ciganos

Moura: Perguntas e queixa

As alegadas manifestações racistas e xenófobas sobre a comunidade cigana residente na freguesia de Santo Aleixo da Restauração motivaram perguntas à Câmara de Moura e uma queixa ao Ministério Público.
Esta última foi apresentada pelo Alto Comissariado para as Migrações, que se baseia no facto de a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) considerar haver “indícios da prática do crime de discriminação racial em razão da etnia” na localidade.
Já as perguntas à Câmara de Moura foram colocadas pela deputada do PS Idália Serrão, que refere relatos de “existência de inscrições xenófobas nas paredes do edificado, insultos a cidadãos de todas as idades, incluindo crianças e idosos, e ainda a destruição pelo fogo de habitações e viaturas e o envenenamento de animais”.
“Desconhecendo aquela que é a posição da autarquia sobre estes actos discriminatórios e racistas e reconhecendo o papel da mesma na gestão do território que é da sua responsabilidade”, a parlamentar socialista sublinha a importância do empenho da edilidade “para pôr cobro a estas manifestações xenófobas e racistas”.
Nesse sentido, Idália Salvador Serrão pergunta à Câmara de Moura se tem conhecimento e qual a avaliação que faz dos actos perpetrados nos últimos 12 meses contra a comunidade cigana residente em Santo Aleixo da Restauração, bem como das consequências que atingiram quanto à destruição de património privado e público.
A deputada do PS pede ainda esclarecimentos sobre as diligências efectuadas pela autarquia, bem como as desenvolvidas junto de outras entidades, “para travar as manifestações de racismo e xenofobia levadas a efeito contra a comunidade cigana residente no concelho de Moura”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima