Mineiro Aljustrelense teve "época de ouro"

Mineiro Aljustrelense

Depois de um arranque de temporada capaz de desanimar qualquer adepto, o Mineiro Aljustrelense acabou 2015-2016 a celebrar uma verdadeira “época de ouro”, com três títulos.
“Este ‘triplete’ tem um sabor especial por ser inédito. Mas também porque era isso que queríamos! Era um objectivo que tínhamos traçado e foi esse que, no final das contas, alcançámos”, afirma ao “CA”, com notório orgulho, o presidente do clube, António Gonçalves.
O primeiro momento festa aconteceu a 24 de Abril, com a conquista do título distrital. Mas até lá o Mineiro Aljustrelense teve de ultrapassar muitas adversidades. Houve entradas e saídas no plantel e até uma “chicotada psicológica”, com a troca de João Candeias por Vítor Rodrigues no banco.
“No futebol, o caminho que escolhemos pensando que é o mais certo pode às vezes não o ser. Foi o nosso caso! Mas com os ajustes que fizemos conseguimos encontrar o caminho que queríamos”, diz o presidente.
As mudanças acabaram por surtir efeito. E quando as coisas se complicavam foram os sócios a agarrar a equipa e a mantê-la na luta pelas vitórias, qual 12º jogador.
“Mesmo durante a sua fase menos boa, o Mineiro nunca viu os seus adeptos afastados da equipa. Vimos os adeptos a querer mais e a puxar pela equipa”, elogia António Gonçalves.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima