Militares da GNR de Odemira condenados por agressões

Militares da GNR de Odemira

Os cinco militares da GNR de Odemira e de Milfontes foram considerados culpados no caso em que eram acusados, entre outros crimes, de agredirem dois imigrantes na zona do Almograve em Outubro de 2018.
O acórdão do colectivo de juízes que julgou o caso no Tribunal de Beja foi lido nesta sexta-feira, 3, sendo que um dos militares, alegadamente o líder do grupo, foi condenado a seis anos de prisão efectiva.
Os restantes quatro militares da GNR foram igualmente considerados culpados e condenados a penas de prisão suspensa que variam entre os cinco e os três anos e seis meses.
Os cinco arguidos terão ainda de indemnizar as vítimas, dois imigrantes de nacionalidade indiana.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima