Milhafre-real devolvido à natureza em Castro Verde

Milhafre-real devolvido à

A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) devolveu à natureza esta quarta-feira, 7, em castro verde, um milhafre-real, o único sobrevivente entre os 14 animais silvestres envenenados recentemente na Zona de Protecção Especial (ZPE) local.
De acordo com a LPN, depois de descoberto a ave foi enviada para o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (RIAS) de Olhão, onde acabou por recuperar.
“Os casos de detecção de aves selvagens ainda vivas com sintomas de envenenamento são raros, dada a toxicidade dos compostos usados e a dificuldade de localização das aves na natureza, pelo que uma actuação célere e eficiente foi essencial para o sucesso desta recuperação”, sublinha a LPN.
A associação ambientalista afirma ainda que o episódio “de envenenamento massivo, o maior identificado até agora na ZPE de Castro Verde (e o terceiro maior em Portugal), ocorreu durante a segunda quinzena de Novembro e afectou, pelo menos, uma águia-imperial-ibérica, 12 milhafres-reais e uma raposa”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima