Mediterrâneo em Castro e Odemira

Mediterrâneo em

As artes dos países da bacia do mar Mediterrâneo vão “inundar” as ruas e os palcos de Castro Verde e de Odemira durante este fim-de-semana, dias 11 a 13 de Setembro.
O XXIII Festival Sete Sóis Sete Luas passa pelo Campo Branco e pelo Litoral Alentejano entre os dias 11 e 13 de Setembro, levando os seus participantes numa viagem pelas sonoridades, sabores e tradições mediterrânicas.
Em Castro Verde, o festival “adopta” o nome de Planície Mediterrânica e resulta de uma parceria entre a autarquia local e as associações Sete Sóis Sete Luas e Pédexumbo.
O cartaz para os três dias de festa é bastante preenchido, com destaque para a música e para as actuações, entre outros, de Lídia Cabello (Espanha), Sebastião Antunes e Valentina Ferraiuolo (Itália) na sexta-feira, 11, de Manecas Costa (Guiné-Bissau) no sábado, 12, e do fadista Ricardo Ribeiro (Portugal) no domingo, 13.
O programa da Planície Mediterrânica 2015 conta ainda com bailes e oficinas de danças de tradição, cante alentejano, exposições, a Feira de Velharias e Produtos da Terra e o VI Encontro de Bicicletas Antigas (ambos na manhã de sábado, 12).
Em Odemira, o XXIII Festival Sete Sóis Sete Luas esta sexta-feira, 11, às 21h30, com o espectáculo de teatro de rua “Dinomaquia+Incêndio!”, pelo grupo L’Avalot (Barcelona).
Uma hora depois, o cine-teatro Camacho Costa recebe um concerto de Manecas Costa.
E no sábado, 12, às 21h30, será a vez da italiana Valentina Ferraiuolo actuar no Quintal da Música.
O programa do festival em Odemira inclui ainda uma exposição de cerâmica e pintura de Khaled Ben Slimane (Tunísia) e Alfredo Gioventu (Itália), intitulada “Mãe Terra Mar”. A mostra vai estar patente entre os dias 26 de Setembro e 30 de Outubro na Biblioteca Municipal José Saramago.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima