Lince-ibérico vai ser reintroduzido em Mértola

Lince-ibérico vai ser

O secretário de Estado que tutela a Conservação da Natureza garante que Mértola será a zona do país com mais condições para receber a reintrodução do lince-ibérico.
Com a população de coelho-bravo, principal alimento do lince-ibérico, a recuperar e a ser monitorizada, é provável que em breve se proceda "à reintrodução do lince", disse à Agência Lusa Miguel de Castro Neto.
As zonas trabalhadas para a reintrodução do lince ibérico em Portugal são Mértola, Moura-Barrancos e serra da Malcata e, "neste momento, as duas mais próximas da reintrodução são Moura-Barrancos e Mértola", segundo o secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza.
Miguel de Castro Neto referiu que, no final do ano passado, reuniu a comissão técnica ibérica e "foi decidido que a zona que reunia melhores condições para a reintrodução do lince em Portugal era Mértola".
Assim, "apesar de manter o esforço de melhoria do habitat e de monitorização das condições nas várias zonas, o investimento está a ser feito tendo em vista a reintrodução em Mértola", realçou.
Quanto à data que chegou a ser indicada para o regresso do lince – Junho -, o secretário de Estado justificou a decisão de adiar, dizendo que "foi considerado mais importante garantir que a população de coelhos aumentava de uma forma sustentável e protelar um pouco a reintrodução" do que avançar "sem ter a certeza absoluta que as condições de habitat estavam garantidas".
A transferência da espécie para a natureza "é um processo demasiado importante e que teve um investimento tão grande, de tanta gente e durante tantos anos, que não iríamos ser precipitados e reintroduzir o lince sem ter a certeza absoluta de que estavam reunidas todas as condições", explicou Miguel de Castro Neto.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima