JS de Castro Verde defende mudanças nas Festas da Vila

JS de Castro Verde defende

A Juventude Socialista de Castro Verde defende que a autarquia local “repense” no futuro as Festas da Vila, permitindo que estas tenham “novas dinâmicas e menos custos”.
O evento realiza-se este fim-de-semana, dias 27 a 29 de Junho, e para a JS de Castro Verde o seu programa “volta a revelar bastante falta de criatividade”, além de não ir de encontro “às preferências dos jovens” e continuar assente “num modelo esgotado e com custos muito altos”.
“Desde que o programa foi tornado público, regista-se um número grande de manifestações de desagrado, sobretudo entre os mais jovens. Isso demonstra claramente que a juventude não se revê no figurino apresentado”, argumentam os jovens socialistas castrenses, que criticam igualmente o orçamento “muito elevado” das festas.
“Em apenas três dias, a Câmara e a Junta de Freguesia [de Castro Verde] vão gastar cerca de 108 mil euros, só para pagar artistas, palcos e som. Para nós, trata-se de valores exorbitantes, tendo em conta os tempos de contenção e de dificuldades que grande parte das famílias portuguesas vive”, sublinha a JS.
Nesse sentido, a JS de Castro Verde espera que em futuras edições a Câmara Municipal “repense o modelo de programação das Festas da Vila, para que se possa promover um cartaz mais criativo, com novas dinâmicas e menos custos”.
“Se a Câmara Municipal não for capaz de dar essa nova força ao modelo das festas, corremos cada vez mais o risco de as ver perder as razões que motivam o regresso dos castrenses à sua terra durante esses dias”, conclui a JS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima