José A. Guerreiro: “FACECO mostra potencial de Odemira”

José A. Guerreiro: “FACECO

A Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira arranca sexta-feira, 18, em São Teotónio e o autarca José Alberto Guerreiro espera um grande certame.

A Faceco é a grande feira do concelho de Odemira. Espera uma grande feira este ano?
Claro que sim! A Faceco é o certame de maior expressão no concelho de Odemira, uma feira que habituou todos os que a visitam a mostrar tanto a realidade como o potencial do concelho. E acaba também por permitir a discussão de matérias importantes e que estão na ordem do dia, além de gerar algum negócio – nomeadamente nos sectores agrícola, pecuário e do comércio – e de ser um encontro de gerações.

Que impacto tem a Faceco na economia do concelho?
O conjunto de empresários que temos, de um modo geral, estão presentes na feira e lá se faz algum negócio. Os produtores de artesanato chegam ao fim da feira com todo o seu stock vendido e no gado também se negoceiam animais em exposição – até para o estrangeiro… E no âmbito mais cultural, a feira propicia o encontro entre diferentes realidades, permitindo às nossas associações e instituições a troca de experiências e contactos.

Durante a Faceco terão lugar dois colóquios virados para os produtos locais, um dobre os produtos do mar e outro sobre a produção de aguardente de medronho. Porquê?
No caso do medronho, é um sector que tem todo o interesse para esta região. Sabemos que a produção ainda é muito caseira, para consumo próprio. E aquilo que gostaríamos de incentivar era a criação de pequenas destilarias certificadas, de forma a que o sector se organizasse, ganhasse escala e o produto fosse valorizado. Já os produtos do mar são uma das actividades económicas âncora no concelho, não pela quantidade de pescadores mas muito pela valia do produto e pela sua importância económica associada à gastronomia.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima