Investimentos em equipamentos públicos e energias renováveis “vencem” Orçamento Participativo em Odemira

Investimentos em equipamentos públicos e energias renováveis “vencem” Orçamento Participativo em Odemira

A requalificação da área exterior de uma escola, o investimento nas energias renováveis e a construção de um pavilhão multiusos – foram estas as três propostas “vencedoras” da Orçamento Participativo de Odemira em 2012.
Os projectos vencedores foram revelados no final da passada semana pela autarquia odemirense e em primeiro lugar, com 659 votos, ficou a proposta que prevê a requalificação do espaço exterior da Escola Básica Aviador Brito Pais, na vila de Colos.
Avaliado em cerca de 185 mil euros, o projecto candidatado por Pedro Miguel Gonçalves, em representação da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Colos, visa a requalificação da pista de corta-mato, a instalação de um circuito de manutenção e de um <i>skatepark</I>, a reflorestação da zona e a colocação de um piso sintético no polidesportivo da escola, entre outros arranjos.
Já a proposta “São Luís e Relíquias – Freguesias solares”, que representa um investimento de 180 mil euros e foi apresentada por Silvestre Miguel Martins, em representação da Comissão Social Inter-Freguesias de São Luís e Relíquias, garantiu o segundo lugar, com 451 votos
O projecto tem como objectivo a instalação de oito unidades de micro-geração de energia eléctrica nos edifícios das enti¬dades públicas das duas freguesias, sendo que a energia eléctrica produzida será utilizada pelas entidades e/ ou serviços públicos e a diferença fornecida à EDP.
A terceira proposta mais votada, com 375 votos, foi apresentada por Renato Armando Sapata, em representação do Juventude Clube Boavista, e prevê a construção de um Pavilhão Multiusos em Boavista dos Pinheiros, no campo de jogos junto à sede do clube, num investimento avaliado em 100 mil euros.
Fonte municipal adianta ao “CA” que a adesão da população do concelho de Odemira ao “Orçamento Participativo 2012” superou todas as expectativas, registando-se 3.469 votos (1.323 efectuados <i>online</i> e 2.146 de forma presencial, no Balcão Único da autarquia e através da urna itinerante).
Ao todo, acrescenta a mesma fonte, foram apresentadas 32 propostas, “das quais foram admitidas 22 propostas finalistas para projectos de investimento de interesse colectivo”.
“Os excelentes resultados da segunda edição do ‘Orçamento Participativo’ provam que a população do concelho de Odemira quer participar de uma forma activa nas decisões de investimentos públicos para o concelho”, conclui fonte da Câmara Municipal.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima