Hangar de manutenção no aeroporto de Beja

Hangar de manutenção

A empresa portuguesa MESA – Maintenance & Engineering, liderada por Paulo Mirpuri, vai avançar com a construção de hangar de manutenção de aviões no aeroporto de Beja. O projecto deverá avançar até final do terceiro trimestre deste ano e permitirá a prestação de serviços de manutenção, em simultâneo, a um avião Airbus 340-500 (que tem mais de 67 metros de comprimento e autonomia para voar 16.600 kms) e a mais duas ou quatro aeronaves de dimensão reduzida.
De acordo com o presidente da MESA, este investimento vai nascer em Beja porque o aeroporto baixo-alentejano tem uma localização privilegiada para efectuar as chamadas “manutenções pesadas” (denominadas ‘c-checks’ na gíria aeronáutica), que implicam a paragem dos aviões por vários dias.
“O aeroporto de Beja é um local privilegiado para realizar este tipo de tarefa de manutenção. Os ‘c-checks’ são muito extensos e requerem que todos os sistemas e componentes individuais sejam verificados quanto à capacidade de manutenção e funcionamento. Isto implica que a aeronave tem que ficar parada por alguns dias. E essa permanência é mais facilmente gerível em Beja do que em outros aeroportos movimentados”, explica Paulo Mirpuri.
O novo hangar em Beja vai nascer depois da MESA de ter alargado os seus serviços de manutenção de linha para o aeroporto no primeiro semestre de 2016. Com sede no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, a companhia possui várias estações de manutenção em todo o mundo, destinadas a suportar temporariamente a necessidade do cliente de serviços de manutenção num local específico.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima