Grupo suíço Jetlease prepara investimento no aeroporto de Beja

Grupo suíço Jetlease prepara investimento no aeroporto de Beja

O grupo multinacional suíço Jetlease está interessado em instalar um hangar para venda de peças de aviões em segunda mão certificadas no aeroporto de Beja, adiantou à Agência Lusa o director da infra-estrutura aeroportuária baixo-alentejana.
A intenção do grupo Jetlease é construir no aeroporto bejense um hangar, que, "em última instância", servirá para "venda de peças em segunda mão certificadas", revelou Pedro Beja Neves.
Segundo o responsável, a venda das peças poderá envolver "um negócio de desmantelamento de aviões", mas o grupo quer, sobretudo, dinamizar no aeroporto de Beja "um local de venda por excelência de peças de aviões em segunda mão, devidamente certificadas".
O grupo Jetlease tem estado em "conversações preliminares" com a ANA – Aeroportos de Portugal desde Agosto de 2011 e, agora, as duas entidades vão começar a "aprofundar as conversas" para "verificar em que medida é possível viabilizar o negócio", disse Pedro Beja Neves.
Esta terça-feira, 10, uma delegação do grupo Jetlease visita o aeroporto de Beja e reúne-se com a ANA, disse o responsável, referindo tratar-se de uma "primeira reunião de negociação".
Na reunião, o grupo que é "forte em todos os segmentos da aviação executiva", irá "dar a conhecer melhor as intenções de investimento" em Beja, explicou.
O projecto do grupo Jetlease é o segundo da aérea da indústria aeronáutica previsto para o aeroporto de Beja, após o da empresa Aeromec, que prevê construir um hangar para manutenção de aviões, num investimento de cinco milhões de euros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima