Greve de 1918 debatida em Odemira

Greve de 1918

O centenário da greve nacional de 1918 é o mote do colóquio que a Associação GESTO-Grupo de Estudos do Território de Odemira promove neste sábado, 17, no auditório do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, em Odemira.
A iniciativa está agendada para as 15h00 e contará com as intervenções dos historiadores Fernando Rosas (sobre o tema “Portugal e o Sidonismo”), Constantino Piçarra (“1917-1918, dois anos de carestia, crise e agitação social no distrito de Beja”) e António Quaresma (“Odemira – 1918: crise de subsistências e tensões sociais”).
Para domingo, 18, também às 15h00, está marcada a inauguração da exposição “Gonçalves Correia: A utopia de um cidadão”, que decorrerá no Centro Sócio-cultural de Vale de Santiago e contará com a presença da autora, Francisca Bicho. Esta mostra vai estar patente ao público até ao dia 23 de Novembro em Vale de Santiago e depois, entre 26 de Novembro e 7 de Dezembro, no Espaço OJovem, em Odemira.
As comemorações do centenário da greve nacional de 1918 são uma organização da associação GESTO, com o apoio da Câmara de Odemira, Biblioteca Municipal de Beja e Junta de Freguesia de Vale de Santiago.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima