Festival “Terras Sem Sombra” leva coro da Estónia a Vila de Frades

Festival “Terras Sem Sombra” leva coro da Estónia a Vila de Frades

A Igreja Matriz de Vila de Frades recebe este sábado, 19, uma interpretação da obra “Vésperas” Op. 37, de Rachmaninov, pelo Coro Filarmónico de Câmara da Estónia, sob a direcção do maestro britânico Daniel Reuss.
O espectáculo está agendado para as 21h30 e integra a programação da oitava edição do festival “Terras Sem Sombra”, promovido pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja.
Fundado em 1981 por Tõnu Kaljuste, que foi seu director artístico e maestro principal durante 20 anos, o Coro Filarmónico de Câmara da Estónia é considerado o melhor agrupamento da actualidade na interpretação de um riquíssimo repertório eslavo que se estende do canto gregoriano ao barroco tardio e à música do século XX.
Já Daniel Reuss estudou direcção coral no Conservatório de Roterdão, sob a orientação de Barend Schuurman, e em 1990 foi nomeado maestro titular da Cappella Amsterdam, que transformou num agrupamento profissional.
Maestro titular do RIAS Kammerchor, de Berlin, de 2003 e 2006, Reuss viu a sua acção distinguida com vários prémios.
No dia seguinte, domingo, 20, a partir das 10h30, a organização do festival promove um percurso de interpretação da natureza entre Vila de Frades e o sítio arqueológico de São Cucufate, uma <i>villa</i> romana que hospedou, na Idade Média, um mosteiro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima