Festival nas igrejas do Baixo Alentejo

Festival nas igrejas

A música clássica, a promoção do património e a salvaguarda da biodiversidade vão andar de “mãos dadas” no Baixo Alentejo entre os meses de Fevereiro e de Julho.
Trata-se de mais uma edição do festival “Terras Sem Sombra”, certame organizado pela Associação Pedra Angular em estreita ligação com o Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja e que, depois do Brasil em 2016, tem este ano a Espanha como país convidado.
“Do Espiritual na Arte: Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI-XX” é o mote da 13ª edição do festival, que arranca a 11 de Fevereiro.
O programa completo só será dado a conhecer na próxima quinta-feira, 26 de Janeiro, em Serpa, mas segundo apurou o “CA” junto da organização, o certame prolonga-se até 1 de Julho e vai passar pelos concelhos de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja.
Como sempre, os concertos terão lugar ao sábado à noite, sendo que as manhãs de domingo serão dedicadas a acções de voluntariado para a salvaguarda da biodiversidade dos concelhos por onde o festival passa.
Como novidade surgem as visitas guiadas pelas cidades e vilas que acolhem o certame, que decorrerão sempre ao sábado à tarde e que representam, segundo a organização, “uma magnífica oportunidade para conhecer o património mais representativo do Baixo Alentejo”.
Também em destaque na edição de 2017 do “Terras Sem Sombra” vai estar o azeite produzido pela Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima