“Festa Almutâmide da Poesia” decorre este fim-de-semana

“Festa Almutâmide da Poesia” decorre este fim-de-semana

A cidade de Beja promove este fim-de-semana, sexta e sábado, a “Festa Almutâmide da Poesia”, uma iniciativa para evocar o poeta bejense na passagem dos 970 anos do seu nascimento.
“É tempo de fazer de Beja, a capital da poesia, resgatar a antiga Pax Julia romana e a Baja islâmica, posicionando-a na perspectiva de uma centralidade cultural no País, na Península e no mundo Mediterrânico”, defende Eduardo Raposo, director do Centro de Estudos Documentas do Alentejo (CEDA), que promove esta iniciativa de evocação de Almutâmide.
O programa começa esta sexta-feira, 21, com uma mesa-redonda sobre o tema “Almutâmide, poeta de Beja”, na Biblioteca José Saramago (21h30). Neste debate, moderado por Eduardo Raposo, director do CEDA, irão participar Adel Sidarus (professor jubilado da Universidade de Évora/Estudos Árabes e Islâmicos), Adalberto Alves (autor e investigador arabista), os historiadores António Borges Coelho e Cláudio Torres, e também o arquitecto José Alberto Alegria, que é cônsul honorário de Marrocos.
No sábado, 22, está programado um espectáculo de música, dança, performance e poesia, Teatro Pax Julia, estando prevista a participação de Eduardo Ramos (voz e alaúde), acompanhado por Baltazar Molina na percussão árabe, Fernando Pardal (voz e guitarra), Paulo Ribeiro (voz e guitarra clássica) e Elsa Sham’s (dança e performance). Actuam ainda E. Pablo (poesia e performance) e António Silva (performance). O espectáculo tem direcção artística de Eduardo Raposo.
Ainda no sábado, às 18h30, na biblioteca de Beja, está planeada a apresentação do livro Crónicas do Rei Almutâmide, de Cristina Silva.
Considerado o mais importante poeta da segunda metade do século XI no Garbe al-Andalus, num período excepcionalmente rico ao nível da criação poética, Almutâmide nasceu em Beja e, segundo explica Eduardo Raposo ao “CA”, “esta será uma primeira realização” para valorizar a memória do poeta.
“Esperamos dar continuidade [a esta iniciativa], num âmbito mais alargado e diversificado, devolvendo à comunidade, valorizando este riquíssimo património”, acentua.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima