“FACAL é o maior evento anual em Almodôvar”

Ana Carmo (CM Almodôvar)

Na véspera do arranque da 27ª edição da FACAL – Feira das Artes e Cultura de Almodôvar, que vai decorrer entre 5 e 7 de julho no Complexo Multiusos das Eiras, a vice-presidente da Câmara Municipal, Ana Carmo, revela ao “CA” as expectativas relativamente àquele que considera “o maior evento anual” do concelho.

Quais as expectativas relativamente à FACAL deste ano?

A FACAL regressa este ano ao seu local de funcionamento de há muitos anos, o renovado Campo das Eiras – agora  Complexo Multiusos do Campo das Eiras. Para o efeito, criou-se um cartaz de “luxo”, à altura da ocasião com um grande investimento municipal. Esse cartaz de “luxo”, o espaço renovado e o conjunto de iniciativas e dinâmicas previstas para o certame fazem com que se espere uma grande afluência e participação, naquele que é o maior evento anual em Almodôvar e um dos maiores no Baixo Alentejo.

A FACAL reforça novamente a sua aposta na cultura como veículo de promoção e valorização do turismo, dos produtos regionais, do tecido empresarial local e da gastronomia local que é um orgulho de todos.

Que pode o “regresso” ao renovado Campo das Eiras trazer ao evento?

O regresso ao espaço mais icónico da FACAL, durante anos, promete encher o recinto do Complexo Multiusos das Eiras. Estamos a falar de um espaço completamente renovado, moderno, apelativo e amplo, agora com vários acessos e com condições logísticas melhoradas, que promete agradar a quem visitar e participar nesta edição da FACAL.

Qual o impacto deste certame na economia local?

A FACAL traz sempre uma grande dinâmica ao comércio local, pois é um momento em que muitos almodovarenses regressam a “casa” para rever família, amigos e conhecidos e aproveitam para consumir no comércio local, aproveitando também o cartaz de artistas que o município oferece. Também os turistas escolhem este fim de semana para ficar em Almodôvar, pernoitar e degustar a gastronomia local muito apreciada por todos. A hotelaria e demais alojamentos locais ficam também eles esgotados por turistas e artistas e seu staff, participantes na FACAL. Também na restauração se sente uma outra dinâmica […] e na própria FACAL existe a representatividade através da participação de empresários e produtores locais que expõem os seus produtos na feira, paralelamente aos seus estabelecimentos físicos. A FACAL reforça novamente a sua aposta na cultura como veículo de promoção e valorização do turismo, dos produtos regionais, do tecido empresarial local e da gastronomia local que é um orgulho de todos.

Opinião

Carlos Pinto

5 de Julho, 2024

O salário dos políticos

Napoleão Mira

5 de Julho, 2024

Avô Montes

Carlos Pinto

21 de Junho, 2024

O Segredo de justiça existe?

Vitor Encarnação

21 de Junho, 2024

Solidão

Carlos Pinto

7 de Junho, 2024

O problema da imigração

Napoleão Mira

7 de Junho, 2024

Mestre Vargas, Um Barbeiro Invulgar

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima