FAABA pede ajustes ao preço da água do Alqueva

FAABA pede ajustes ao

A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) defende a revisão tarifária do preço da água do Alqueva cobrado pela EDIA às associações de regantes.
Apesar de considerar positiva a redução do preço da água do Alqueva anunciada pelo ministro da Agricultura, Capoulas Santos, a 14 de Março, a FAABA entende que os preços a praticar pela EDIA às associações de regantes que necessitam comprar água do Alqueva “ficaram desequilibrados e desajustados da realidade”.
“A diferença de preços, relativamente aos regantes directos desta empresa, é de apenas 0,002 euros/m3”, argumenta a Federação, defendendo que, “neste contexto, a revisão tarifária deveria ter em conta o facto de as associações de regantes não serem o utilizador final da água fornecida por Alqueva”.
Tudo isto leva a FAABA a pedir a definição de uma tarifa específica adequada, questão já debatida com o ministro da Agricultura, que terá manifestado “abertura para, num futuro próximo, com dados mais concretos, poder equacionar e rever este tema específico”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima