Estradas de Portugal garante requalificação do IP2 e admite requalificar IP8

Estradas de Portugal garante requalificação do IP2 e admite requalificar IP8

A Estradas de Portugal garante que a requalificação do IP2 vai ser concluída e admite requalificar o IP8, aproveitando parte das obras efectuadas no âmbito da construção de lanços da A26, já suspensa.
A garantia foi dada na segunda-feira, 29, pelo presidente da Estradas de Portugal (EP) aos presidentes da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), da Turismo do Alentejo e do NERBE numa reunião onde as três entidades exigiram a qualificação do IP2, entre São Manços e Castro Verde, e do IP8, neste caso aproveitando os investimentos feitos na construção dos lanços da A26 entre Santa Margarida do Sado e Beja, que foram suspensos.
Em comunicado enviado à Lusa, os presidentes das três instituições explicam que, na reunião, o presidente da EP informou que "a preocupação mais premente" é a conclusão das obras de requalificação do IP2, incluídas na subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo e que estão paradas, porque é a estrada que oferece "mais problemas de segurança rodoviária".
Segundo as informações do presidente da EP, a renegociação com o consórcio detentor da subconcessão Baixo Alentejo, a Estradas da Planície, que irá permitir o desenvolvimento da empreitada de requalificação do IP2 "não está ainda concluída", mas deverá ser "resolvida nos moldes" já apresentados pela empresa.
Na reunião, o presidente da EP informou também que a empresa está a preparar um plano de requalificação da rede rodoviária nacional sob a sua alçada e que poderá contemplar a qualificação do IP8, aproveitando "parte da obra iniciada" no âmbito da construção dos troços da A26 suspensos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima