Empresa gestora da subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo vendida a fundo de investimento

IP2_Beja
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Sociedade Portuguesa para a Construção e Exploração Rodoviária (SPER), que gere a subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo, acaba de ser vendida a um fundo de investimento gerido pela Vauban Infrastructure Partners, que tem sede em Paris (França) e investimentos em vários pontos da Europa.

A SPER era propriedade das empresas Tecnovia, Tecnovia Madeira, Conduril Engenharia, Conduril – Gestão de Concessões de Infra-estruturas, Iridium Concesiones de Infraestructuras, Desarrollo de Concesiones Viarias Uno, Dragados, Novo Banco e BCP, que venderam a “totalidade das acções e dos créditos de accionistas” da empresa à Vauban Infrastructure Partners.

O valor do negócio não foi ainda divulgado.

A subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo foi adjudicada em Janeiro de 2009 à SPER, sendo constituída por 342 km de lanços para construção, conservação e exploração, nomeadamente o IP 8, entre o nó Grândola Sul da A2 e Beja, e o IP 2, de São Manços a Castro Verde.

Opinião

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Carlos Pinto

4 de Dezembro, 2020

Uma iniciativa exemplar

Vítor Encarnação

4 de Dezembro, 2020

Corações

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima