EMAS de Beja aposta na educação ambiental

EMAS de Beja aposta

O ciclo urbano da água e a redução da utilização de embalagens de plástico vão estar no centro das iniciativas promovidas em 2018-2019 pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, no âmbito de mais uma edição do projecto “Heróis da Água”.
De acordo com o administrador-executivo da empresa, trata-se de um “trabalho de proximidade” que desde 2012 “muito tem contribuído para a valorização dos recursos naturais, em especial da água, através da promoção da participação activa da comunidade”.
Rui Marreiros adianta que a filosofia do projecto se vai manter em 2018-2019. “O ciclo urbano da água volta a estar em destaque como um dos temas a desenvolver, juntamente com uma missão que é de todos, e que será o nosso contributo para salvar os oceanos, a ‘Missão Plástico Zero’, dando assim continuidade à sensibilização para a dissolução dos plásticos de utilização única, que representam uma ameaça e uma preocupação crescente, onde para o efeito serão desenvolvidos conteúdos lúdico-pedagógicos adequados ao público-alvo do projecto”, acrescenta.
O administrador-executivo da EMAS adianta ainda que, paralelamente às sessões presenciais a desenvolver nas escolas, vão decorrer outras iniciativas, nomeadamente o novo “Desafio ambiental”. “Pretendemos estimular a criatividade dos mais novos, a qual será premiada com viagens ao Oceanário de Lisboa”, explica Rui Marreiros.
O “Mini-Orçamento Participativo” é outra das acções previstas pela EMAS de Beja no âmbito do projecto “Heróis da Água” e visa “dar voz e decisão à comunidade”, através da aplicação “de soluções sustentáveis no concelho de Beja que tenham contributos para a melhoria da qualidade de vida das populações”.
“Num contexto em que as questões ambientais, como são exemplo as alterações climáticas ou a economia circular estão na ordem do dia, a EMAS de Beja dentro da sua responsabilidade empresarial, social e ambiental, assume um compromisso com as futuras gerações, contribuindo continuamente para a promoção da sustentabilidade dos recursos naturais”, conclui Rui Marreiros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima