Drones para detecção de incêndios na Base Aérea de Beja

Drones para detecção de

A Base Aérea (BA) 11, em Beja, é um dos locais onde a Força Aérea Portuguesa (FAP) vai instalar um dos 12 recém-adquiridos sistemas de aeronaves não tripuladas para reforçar a capacidade de vigilância aérea e detecção de fogos.
“Nesta fase, a vigilância com recurso a este tipo de aparelhos já cobre as regiões Norte, Centro e Sul do país, através de três bases de operação, tendo sido já realizadas cerca de 100 horas de voo”, adianta a FAP em comunicado enviado ao “CA”.
De acordo com a mesma fonte, serão implementadas “três bases de operação” no país, “através da ligação em rede e partilha de imagem em tempo real, permitindo desta forma maior celeridade na análise e resposta por parte das entidades no terreno”.
“Para este efeito, a FAP desenvolveu e implementou uma plataforma de gestão de informação operacional (Portuguese Sky Sentinel System-PS3), que está disponível às entidades beneficiárias do produto operacional”.
No caso concreto da BA 11, a operação “teve início a 27 de Agosto, garantindo dessa forma a capacidade para cobertura da zona Sul de Portugal”, acrescenta a FAP.

Opinião

Carlos Pinto

24 de Junho, 2022

O silêncio é o pior inimigo

Vitor Encarnação

24 de Junho, 2022

Esperar

Napoleão Mira

9 de Junho, 2022

Viagem ao Japão (V)

Carlos Pinto

9 de Junho, 2022

Região segura

Margarida Duarte Patriarca

9 de Junho, 2022

Vamos falar do que nos dói?

Carlos Pinto

27 de Maio, 2022

Novo tempo no associativismo

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima