Distritais do PSD do Alentejo criticam insuficiência dos apoios à agricultura

As distritais de Beja, Évora e Portalegre do PSD consideram que as medidas de apoio aos agricultores anunciadas pelo Governo devido à seca extrema que afeta o país são insuficientes e desadequadas às necessidades do setor.

Em comunicado conjunto enviado ao “CA”, as distritais alentejanas do PSD afirmam que as medidas decididas pelo Governo “são claramente de propaganda”, “não resolvendo em absoluto os problemas que o setor atravessa em torno do aumento dos preços dos cereais, fertilizantes, fatores de produção, combustíveis e fatores energéticos”.

Para os sociais-democratas, “as linhas de créditos são uma medida falhada” e o pagamento antecipado das ajudas “corresponde a um direito adquirido dos agricultores, em que o Estado dá o que não é seu”.

Por isso mesmo, o PSD considera que “as medidas divulgadas são claramente insuficientes, quando comparadas com as de governos anteriores, em contextos de extrema austeridade”.

No comunicado, as distritais do PSD afiançam que “continuarão a acompanhar a evolução da situação e a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para apoiar os agricultores e a produção agropecuária, que assume especial relevância no contexto internacional de guerra e de escassez de bens essenciais”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima