Deputados do PS questionam Governo sobre Finanças de Serpa

Deputados do PS questionam

Os deputados do PS Luís Pita Ameixa e Paulo Pisco apresentaram esta quinta-feira, 13, um requerimento ao Governo em que contestam o eventual fecho das Finanças de Serpa.
No documento entregue na Assembleia da República e destinado à ministra de Estado e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, os dois deputados socialistas pretendem saber se está previsto o encerramento da Repartição de Finanças de Serpa e que critérios presidirão ao eventual encerramento.
Luís Pita Ameixa e Paulo Pisco questionam ainda a ministra sobre se “a situação económica, a deficiente rede de transportes, o isolamento das populações, o envelhecimento populacional, a fraca penetração da Internet nos lares do concelho e os níveis de produtividade da Repartição de Finanças de Serpa serão critérios a levar em consideração” num cenário de encerramento, além de pretenderem saber se “o Governo está consciente da fragilidade” para o concelho que a medida representa.
Como encara o Governo as “dificuldades acrescidas” que o eventual encerramento das Finanças de Serpa trará à população e qual o futuro dos actuais sete trabalhadores da repartição são outras questões que os deputados do PS querem ver respondidas pelo executivo de Pedro Passos Coelho.
No requerimento, os dois parlamentares socialistas lembram que a Repartição de Finanças de Serpa é, a seguir a Beja e Odemira, a que maior volume de atendimentos e cobranças regista, além de estar num edifício em que não é cobrada renda e tendo apenas como despesas os consumos de água e electricidade.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima