Deputados do PS questionam Governo sobre falta de médicos de saúde pública

Os deputados do PS eleitos pelo círculo de Beja, Pedro do Carmo e Telma Guerreiro, questionaram no Parlamento o Governo sobre que medidas irão ser adoptadas “para combater o problema da falta de médicos especialistas em saúde pública” na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA). Na pergunta dirigida ao Ministério da Saúde, a que o “CA” teve acesso, os eleitos socialistas lembram que a saúde “já era a área programática do Governo com maior prioridade”, tendo a pandemia da Covid-19 vindo evidenciar “a importância de uma reforma abrangente dos serviços de saúde publica, que coloque a prevenção da doença e a proteção da saúde dos cidadãos no centro das políticas de saúde”.
“Com esta evidencia os médicos de saúde pública viram valorizada a sua especialidade e os desafios da profissão evidenciaram-se. Também ficou evidente a falta de profissionais nesta área”, continuam Pedro do Carmo e Telma Guerreiro, acrescentando que a ULSBA “está na iminência de ficar sem médicos de saúde pública”.
“É uma situação que seria preocupante em qualquer contexto, agudizando-se ainda mais neste momento de pandemia em que estes médicos são convocados para as acções de prevenção e rastreio, na grande missão da salvaguarda da segurança sanitária das comunidades”, advogam os deputados do PS.
Nesse sentido, Pedro do Carmo e Telma Guerreiro querem saber, por parte do Governo, “que acções esta? a tomar o Governo para resolver este problema da falta de médicos especialistas em Saúde pública na ULSBA”, observando que, nos termos regimentais, “o Governo tem 30 dias para responder”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima