Deputados do PS criam grupo “pró-Alentejo”

Deputados do PS criam

Um grupo de oito deputados do PS eleitos pelos círculos de Beja, Évora, Portalegre e Setúbal formaram no seio do grupo parlamentar socialista na Assembleia da República um grupo informal “pró-Alentejo”.
“Esta ideia surgiu na constatação de termos pela primeira vez na Assembleia da República um grupo de oito deputados eleitos pelo PS oriundos dos ‘vários cantos’ do Alentejo”, explica Pedro do Carmo, deputado eleito pelo distrito de Beja.
Nesse sentido, ao parlamentar baixo-alentejano juntam-se neste grupo “pró-Alentejo” os deputados Telma Guerreiro (também eleita por Beja), Luís Capoulas Santos e Norberto Patinho (eleitos por Évora), Luís Testa e Ricardo Pinheiro (eleitos por Portalegre), Clarisse Campos e Sofia Araújo (eleitas por Setúbal e ambas oriundas de concelhos do Litoral Alentejano).
São estes os deputados que, através deste grupo informal, irão tentar reforçar o “peso politico” do Alentejo no seio da Assembleia da República e criar condições para tornar mais eficaz a intervenção parlamentar em prol dos círculos eleitorais que representam. Além do mais, os deputados alentejanos eleitos pelo PS são em número superior ao de seis partidos com representação parlamentar (CDS, PAN, PEV, Chega, Iniciativa Liberal e Livre).
De acordo com Pedro do Carmo, “além do apoio e da solidariedade entre colegas”, este novo grupo permitirá aos parlamentares alentejanos “partilhar preocupações, acções e lutas”, sobretudo em defesa do Mundo Rural e da ruralidade.
“O que queremos essencialmente dizer no Parlamento é que esta é uma região que defende o Mundo Rural e que tem de ser respeitada”, vinca Pedro do Carmo, acrescentando que o grupo pretende igualmente “lançar encontros temáticos nos diferentes distritos envolvidos”, para ouvir os cidadãos e definir as “áreas prioritárias conjuntas”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima