Deputado do PSD reuniu com comandantes da GNR e da PSP de Beja

Deputado do PSD reuniu com comandantes da GNR e da PSP de Beja

O deputado do PSD eleito por Beja, Mário Simões, vai reunir esta semana com o ministro da Administração Interna, num encontro que servirá para abordar os constrangimentos que afectam a GNR e a PSP na região.
O encontro de Mário Simões com Miguel Macedo surge depois do deputado laranja ter reunido esta terça-feira, 3, com os comandantes da PSP e da GNR no distrito de Beja.
Segundo Simões, no caso da GNR o coronel Garrido Gomes, comandante do destacamento distrital, destacou como maiores constrangimentos “a falta de meios que permitam uma maior mobilidade das forças por todo o distrito” e as “precárias condições em que se encontram instalados”.
Entre os problemas concretos apontados pelo coronel Garrido Gomes, continua, destaque para “a continuada degradação de alguns postos da GNR nalguns concelhos da região”, em particular as instalações que actualmente ocupam em Beja e são propriedade da Diocese, e para o facto de “cerca de 50%” das 170 viaturas que a corporação utiliza ter mais de 10 anos.
Questionado sobre a eventual escassez de efectivos, o responsável pela GNR no distrito de Beja “não considerou” que esta “seja um grave problema”, embora tenha reconhecido “que a sua falta é evidente, embora não seja determinante na acção” da Guarda.
Relativamente à PSP, o deputado do PSD foi informado pelo intendente Viola da Silva de que o índice de criminalidade baixou 20% nas cidades de Beja e Moura e que a recuperação do material roubado “se situa em valores muito positivos”.
A questão das instalações para a PSP de Beja também foi analisada, tendo Mário Simões sido informado pelo intendente de que a corporação “está a pagar há seis meses uma renda pela ocupação das antigas instalações escolares do Salvador”, em Beja, “sem que até ao momento pudesse fazer a sua utilização, devido ao atraso na instalação de um cabo telefónico”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima