Deputado do PS contesta “política destrutiva” aplicada ao distrito de Beja

Deputado do PS contesta “política destrutiva” aplicada ao distrito de Beja

O deputado do PS eleito por Beja acusa o Governo PSD/ CDS-PP de estar a aplicar uma “política destrutiva” em relação ao Baixo Alentejo, acusando mesmo os dirigentes locais do PSD de serem “seguidistas e serventes”, “senão mesmo promotores desse desinvestimento”.
As críticas de Luís Pita Ameixa surgem na sequência das declarações de responsáveis regionais dos sociais-democratas, que colocaram em causa a estratégia de desenvolvimento da região assente no “triângulo” formado pelo porto de Sines, aeroporto de Beja e Alqueva.
“Esta estratégia é consensual entre todos os agentes regionais e tem vindo a ser desenvolvida conseguindo-se os maiores investimentos do Estado nesta região, historicamente”, vinca Ameixa em comunicado, sublinhando que “o PSD vem pôr em causa esta estratégia e nada apresenta em alternativa”.
“É meramente destrutivo e inconsequente”, acrescenta o eleito socialista, para quem “os responsáveis do PSD têm vindo a dar uma má imagem, projectada no exterior da região, de todo este esforço, colocando em causa a atractividade de investimento que está subjacente a esta estratégia”.
As recentes declarações do deputado do PSD Mário Simões sobre o projecto da A26/ IP8 também merecem a contestação de Ameixa, que garante que a ideia de impossibilitar a Beja a ligação por auto-estrada “é altamente prejudicial”, uma vez que, entre outros aspectos, retira à capital do distrito “uma atractividade de interesse económico que está a ser concedida a outras cidades e regiões”, “reforça a transmissão para o exterior de ‘desaposta’ nesta região, de imagem de atraso e interioridade” e “porque vai criar direitos de indemnização contra o Estado que poderão superar os próprios custos da construção”.
Segundo o deputado socialista, o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, garantiu recentemente que pretendia recuperar os atrasos das obras e a prossecução sustentada da subconcessão rodoviária do Baixo Alentejo.
Daí o desejo de Ameixa: “Esperemos que o Governo não siga os infelizes desejos destrutivos dos responsáveis locais do PSD”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima