Cruz Vermelha vai criar lar para idosos nas antigas instalações da ESTIG

Cruz Vermelha vai criar lar para idosos nas antigas instalações da ESTIG

As antigas instalações da ESTIG, junto à estação ferroviária de Beja e propriedade da REFER, vão acolher a futura residência para idosos da delegação bejense da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP).
O protocolo de cedência do espaço na rua D. Afonso III foi assinado esta quarta-feira, 28, entre a REFER e a Cruz Vermelha Portuguesa, sendo que a futura residência terá capacidade para 60 utentes, além de permitir a prestação de apoio domiciliária a meia centena de pessoas.
A adaptação do imóvel a lar está avaliada em cerca de um milhão de euros e o projecto vai ser candidatado a fundos comunitários através do InAlentejo, revelou na ocasião o responsável pela delegação de Beja da Cruz Vermelha, José Tadeu Freitas, que espera ter as obras concluídas no início de 2014.
Já o presidente da CVP, Luís Barbosa, vincou no seu discurso que “os recursos são limitados e têm que ser geridos em todas as épocas”, sublinhando igualmente que os dois lares da instituição localizados no centro histórico de Beja já não estão adaptados às necessidades actuais.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima