Covid-19: Governo apoia populações de etnia cigana de Beja e de Moura

Covid-19: Governo apoia populações

A secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, e o secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional (coordenador da execução das medidas de combate à pandemia da Covid-19 para o Alentejo), Jorge Seguro Sanches, desenvolveram um conjunto de medidas de apoio às populações ciganas nos concelhos de Beja e de Moura, no âmbito da pandemia que afecta actualmente Portugal.
De acordo com fonte governamental, as medidas estão a ser desenvilvidas em articulação com o interlocutor do Ministério da Saúde para as populações com vulnerabilidade acrescida, o Alto Comissariado para as Migrações (ACM), a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo e as câmaras de Moura e Beja e surgem no seguimento “da realização de testes de despiste ao Covid-19 no Bairro Espadanal, no concelho de Moura”, onde foram detectados 33 casos positivos”.
Desde então, revela a mesma fonte, a autarquia “procedeu à desinfestação do bairro, sensibilizando a população para o mesmo” e, em articulação com a ARS do Alentejo e as forças de segurança, “decidiu-se manter as famílias em casa, garantindo resposta às necessidades prementes: alimentação, medicação, receituários e cuidados de saúde”.
A par disto, a Câmara de Moura “colocou um novo reservatório de acesso para a população, ainda que as habitações tenham água canalizada” e, “de forma a garantir que a população permanece no bairro, as forças de segurança estão presentes nas zonas de acesso ao mesmo”.
Com vista à prevenção, continua a fonte governamental, “também foram tomadas medidas” no Bairro das Pedreiras, no concelho de Beja, sendo que durante a próxima semana “vai realizar-se nova acção de desinfecção” do local, com a colaboração da União de Freguesias de Salvador e Santa Maria da Feira.
“O Governo, em articulação com o poder local, vai manter-se atento às necessidades das populações mais vulneráveis perante a pandemia, entre as quais se encontram algumas comunidades ciganas”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima