Covid-19: Aljustrel e ULSBA tomam medidas e há mais eventos cancelados no Baixo Alentejo (Act.)

Covid-19: Aljustrel e ULSBA tomam

O agravamento da situação em Portugal devido ao surto do coronavírus Covid-19 levou as câmaras de Aljustrel e de Castro Verde e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo a tomarem novas medidas de prevenção, enquanto na região continua a registar-se o cancelamento de eventos.
Em Aljustrel a autarquia criou um grupo de trabalho de acompanhamento municipal que reuniu nesta quinta-feira, 12, tendo sido decidido cancelar, até 15 de Abril, todas as actividades culturais, recreativas e desportivas promovidas pelo Município.
Fonte municipal adianta que foi também decidido “cancelar todos os tipos de apoio à organização de actividades culturais e desportivas desenvolvidas no concelho por outras entidades”, assim como “encerrar todas as infra-estruturas municipais desportivas cobertas, bem como, ao nível dos transportes disponibilizados pela autarquia, assegurar apenas os transportes escolares”.
Foram ainda canceladas as aulas e actividades da Universidade Sénior e do programa “AnimaSénior” em todas freguesias e as visitas de grupo, agendadas através do Posto de Turismo Municipal, ao concelho.
Já em Castro Verde a autarquia local determinou que, a partir deste sábado, 14, sejam encerrado o acesso de novos utilizadores ao Parque de Campismo, assim como a Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca e os pólos nas freguesias.
A Câmara de Castro Verde vai igualmente encerrar o Museu da Ruralidade, em Entradas, e os restantes núcleos em Aivados, Almeirim e Lombador, além de ter cancelado o mercado mensal de Abril.

Novas regras no Hospital de Beja
Por sua vez, em Beja, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) coloca em vigor, nesta sexta-feira, 13, “medidas restritivas no acesso aos serviços de Internamento, Urgência e Ambulatório, com restrição aos horários de visitas aos doentes internados e aglomerado de pessoas nas salas de espera”.
Desta forma, nos Serviços de Internamento mantém-se a figura do acompanhante, “que poderá estar junto ao doente das 12h00 às 20h00”, mas em relação às visitas “apenas será admitida uma pessoa no período único das 15h00 às 16h00”.
Relativamente aos serviços de Internamento e Unidades foram também impostos novos limites pela ULSBA, sendo que na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente só será permitida uma visita das 14h00 às 15h00, enquanto no Internamento de Psiquiatria é permitida uma visita das 15h00 às 16h00.
No Serviço de Obstetrícia/Maternidade passa a ser permitida apenas a presença de um acompanhante, com horário a definir junto da enfermeira responsável, e não há permissão de visita de crianças, mesmo que irmão(s) dos recém-nascidos.
Já no Serviço de Pediatria só poderã estar os pais, sendo que um poderá permanecer nas 24 horas do dia e outro poderá estar presente entre as 10h00 e as 20h00, “condicionado se se justificar”, ao passo que na Unidade de Neonatologia a presença será exclusivamente “concedida aos pais”, com a presença da mãe a ser definida em função das necessidades da criança e o segundo elemento a poder estar presente das 10h00 às 20h00, “condicionado se se justificar”.
Na Sala de Observações (SO) do Serviço de Urgência é permitida a presença de uma pessoa das 11h30 às 12h30 e das 18h30 às 19h30, e na sala de espera do mesmo serviço só é permitida a presença de um acompanhante por doente.
Na Urgência Pediátrica passar a ser apenas permitida a presença de um acompanhante por criança/jovem e no Hospital de Dia/Unidade de Oncologia, Hospital de Dia de Pediatria, Ambulatório e Consultas Externas o acompanhamento do doente “deve ser restrito a um único acompanhante”, refere a ULSBA.

EMAS Beja e EDIA com planos de contingência
Já na Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja, o Plano de Contingência em vigor "prevê duas fases sequenciais de actuação", estando já activada a fase de prevenção, no sentido de "minimizar o risco de transmissão desta infecção através da implementação de medidas de prevenção e controlo", "assegurar uma resposta efectiva da empresa aos efeitos da infecção por coronavírus nos seus colaboradores e na sua actividade" e "garantir o funcionamento das actividades críticas da empresa, mesmo em cenário de infecção significativa na comunidade".
Também a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA) já tem o seu Plano de Contingência aprovado, por forma "a fazer face à propagação da infecção humana pelo coronavírus COVID-19 e de proteger a saúde de todos quantos trabalham e frequentam a EDIA, ao mesmo tempo que se assegura o funcionamento dos órgãos e serviços da empresa".
Além do reforço das medidas e hábitos de higienização em todos os seus edifícios, a EDIA restringiu ainda as visitas de grupo a um máximo de 15 pessoas em simultâneo no Museu da Luz e no Centro de Interpretação de Alqueva. Foi igualmente criado um gabinete de gestão do Covid-19, "com as competências de divulgar, esclarecer e acompanhar a situação durante o período critico".

Bispo de Beja apela a fiés
O surto de coronavírus Covid-19 no país levou o Bispo de Beja a tomar também algumas medidas preventivas na actividade da Diocese, a começar pelo adiamento das peregrinações arciprestais à Sé de Beja prevista para domingo, 15, e para o dia 21 de Março.
A par disto, o D. João Marcos pede aos fiéis que cumpram o determinado pelo Conferência Episcopal, ou seja, que se use "a comunhão na mão e evite-se o gesto da paz, o uso da água nas pias de água benta, e beijos ou outros gestos de contacto físico com imagens". Já as celebrações litúrgicas, nomeadamente missas, sacramentos e funerais, decorrerão na forma habitual, enquanto a catequese será encerrada, tal como sucederá a partir de segunda-feira, 16, com as escolas.
O bispo de Beja pede ainda que as estruturas eclesiais de apoio à infância sem mantenham em "contacto permanente com os delegados de saúde locais" e que "nas costumadas confissões quaresmais tomem-se as devidas precauções, jamais negando a confissão a quem a pedir".
E se as circunstâncias "não se alterarem, na adoração da cruz, na Sexta-feira Santa, evitar-se-ão os beijos e far-se-á reverência à cruz com uma profunda inclinação ou mesmo com a genuflexão", acrescenta D. João Marcos.

Mais eventos cancelados
A par destas medidas tomadas por autarquias e entidades públicas, continua a verificar-se o cancelamento de eventos na região. É o caso da inauguração das obras de ampliação e remodelação do quartel dos Bombeiros Voluntários de Ourique, prevista para sábado, 14, que foram adiadas para data a definir.
Mesmo cancelada foi a edição de 2020 do FITA-Festival Internacional de Teatro do Alentejo, organizado pela companhia bejense Lendias d’Encantar, que só valtará no próximo ano.
Para 2021, entre os dias 26 e 28 de Março, fica também o festival “Sabores no Barro”, organizado pela Junta de Freguesia de Beringel (Beja), cuja edição deste ano acaba também de ser cancelada.
“O risco de propagação desta pandemia devido à concentração de centenas de pessoas no espaço onde decorre o ‘Sabores no Barro’ e as orientações preventivas das autoridades de saúde, constantes do Plano Nacional de Contingência, e do Plano de Contingência da Junta de Freguesia, determinam a presente tomada de decisão”, justifica o presidente da Junta de Freguesia, Vítor Besugo.

Notícia actualizada às 14h40 desta sexta-feira, 13 de Março

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima