Coordenador do BE visitou Casével e criticou fecho de escolas no interior

Coordenador do BE visitou Casével

O coordenador do Bloco de Esquerda (BE), João Semedo, esteve esta quinta-feira, 3, em Casével (Castro Verde), onde criticou o fecho de escolas no interior do país.
"O Governo quer encerrar 311 escolas do interior do país, isto significa mais um passo no esvaziamento do interior", o que "cria um país a duas velocidades, a duas dimensões. O BE está contra isso", disse João Semedo aos jornalistas.
João Semedo falava junto à escola básica do primeiro ciclo com jardim-de-infância de Casével, que vai fechar no próximo ano lectivo, o que irá obrigar os alunos a percorrerem cerca de 12 quilómetros para frequentarem outra escola na vila de Castro Verde.
O BE colocou uma faixa junto à escola de Casével com a frase "Não fechem o país, sem escola não há futuro", acto que marcou o início de uma campanha do partido de colocação de faixas junto a escolas do primeiro ciclo do ensino básico que vão fechar no próximo ano lectivo.
Portugal, "para sair da crise, precisa de todos os portugueses e de todas as regiões o país" e "se fecham escolas, unidades de saúde, repartições de finanças, departamentos públicos, estações de caminho-de-ferro não há condições para viver no interior do país", alertou João Semedo.
"E se o Estado deixa o interior deserto, abandona o interior, deixará de haver economia local, emprego e, naturalmente, isso é também um convite à emigração", disse, lembrando que "já 300 mil portugueses emigraram na sequência da crise".
Segundo João Semedo, "estamos a convidar esses portugueses a emigrar, a saírem do país", mas "é exactamente o contrário que é necessário fazer", ou seja, "investir nos serviços públicos, na economia pública em todo o país e começando também nas regiões que vivem hoje com mais dificuldades".
É necessário "uma nova economia para que o país possa sair da crise, criando postos de trabalho, novas empresas, investimento público, para que haja um país equilibrado, tanto no litoral como no interior", concluiu.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima