Câmara de Odemira defende protocolo alargado para candidatura do cante alentejano

Câmara de Odemira defende protocolo alargado para candidatura do cante alentejano

A Câmara de Odemira defende a promoção de um protocolo de colaboração entre as comunidades inter-municipais do Alentejo Litoral e do Baixo Alentejo, as entidades regionais de turismo do Alentejo e as associações do cante alentejano em nome da candidatura do cante alentejano a Património Imaterial da Humanidade.
Assim será possível "agrupar todos os actores do Baixo Alentejo em torno do património da região", adianta a autarquia odemirense em comunicado, sublinhando que perante o compromisso de entrega da candidatura em 2013 é importante "que este processo se constitua como uma candidatura ganhadora".
"Isso pode conseguir-se ultrapassando algumas das fragilidades identificadas logo à partida, entre as quais a natureza da parceria que a enquadrou", acrescenta a mesma nota.
Nesse sentido, e por entender que o cante alentejano se constitui "como um dos factores de maior sentimento de pertença do Baixo Alentejo", o executivo da Câmara de Odemira aprovou recentemente, por maioria, a apresentação de uma proposta de protocolo de colaboração entre a Comunidade Inter-municipal do Alentejo Litoral, a Comunidade Inter-municipal do Baixo Alentejo, as entidades regionais de turismo do Alentejo e a associações do cante alentejano "para apoio conjunto à candidatura".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima