Câmara de Ferreira do Alentejo insatisfeita com serviços desconcentrados do Estado

Câmara de Ferreira do Alentejo insatisfeita com serviços desconcentrados do Estado

O executivo da Câmara de Ferreira do Alentejo revelou esta segunda-feira, 19, estar "profundamente insatisfeito" com o funcionamento dos serviços desconcentrados do Estado na região, argumentando que os mesmos "não prestam um bom serviço" ao distrito de Beja.
"Com a extinção do governador civil, era fundamental existir, da parte dos serviços do Estado, uma maior disponibilidade em escutar e dialogar com os demais intervenientes da região, por forma a contribuir para a resolução dos problemas dos cidadãos", explica ao "CA" o presidente da autarquia ferreirense.
De acordo com Aníbal Reis Costa, na relação com a Câmara de Ferreira do Alentejo "assiste-se a um completo autismo e desrespeito institucional" por parte do Estado, o que na opinião do edil "muito contribui para que, em vez de ser a solução, estes serviços constituam um grande problema para a região e para os seus utentes".
Entre as queixas do executivo ferreirense estão as várias tentativas feitas, sem sucesso, no sentido de agendar uma audiência ou reunião com os responsáveis da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo e e do Centro Distrital de Segurança Social.
Estas entidades, "ignorando sucessivamente os contactos de uma autarquia local da região, estão a contribuir para que o clima de crescente preocupação social se possa agravar, sem sequer se procurar/ tentar encontrar com as soluções que todos podemos e devemos procurar, de acordo com as nossas competências", sustenta Aníbal Reis Costa, que pede a intervenção da tutela destes serviços, de modo a pôr cobro a uma situação de "grande falta de bom senso" e que "prejudica tudo e todos".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima