CM Odemira investe 5,8 milhões na Educação

CM Odemira investe

Em 2018-2019 a Câmara de Odemira vai investir mais de 5,8 milhões de euros na Educação, sector que continua a ser um dos "pilares estratégicos" para a autarquia em prol do desenvolvimento sócio-económico do seu território. Fonte municipal adianta ao "CA" que no presente ano lectivo a Câmara prevê gastar "mais de 2,55 milhões de euros em transportes escolares, acção social, refeições e projectos de promoção do sucesso escolar", a que junta "o valor de 3,25 milhões em obras nos centros escolares de São Teotónio e de São Luís".
Tudo isto decorre no âmbito do programa municipal OdeTe-Odemira Território Educativo, que visa afirmar Odemira "como um território de excelência no ensino, com vista à prevenção do abandono escolar precoce, à melhoria do sucesso escolar e dos indicadores de qualificação e formação da população, numa lógica de construção participada e com envolvimento de toda a comunidade educativa", acrescenta a mesma fonte.
De forma mais específica, a autarquia revela que no âmbito do projecto de promoção do sucesso escolar, que inclui diversas acções e projectos, está prevista a verba de 498.300 euros (alvo de financiamento através do Alentejo 2020), enquanto nos transportes escolares irá assumir 768 mil euros em protolocos com as freguesias e com a Rodoviário do Alentejo.
Para as refeições escolares, o Município de Odemira afecta a verba de 636.000 euros, ao passo que nas actividades de Apoio à Família são investidos 323.000 euros. Já os protocolos com os cinco agrupamentos de escolas (para visitas de estudo, material pedagógico e TIC) representam um investimento de 109 mil euros.
Está ainda previsto o valor total de 100.000 euros para bolsas de estudo e de mérito e mais 35.000 para a promoção do ensino articulado de música, através da Escola de Artes do Alentejo Litoral.
No âmbito da Acção Social Escolar, a Câmara de Odemira vai gastar 5.000 euros em material escolar, bem como 20.000 euros para aquisição dos cadernos de actividades e livros de fichas para todos os alunos do primeiro ciclo do ensino básico do concelho. E o projecto de promoção das Ciências Experimentais conta uma verba de 30.000 euros.
Finalmente, a autarquia está a investir em novos centros escolares em São Teotónio e em São Luís. No primeiro caso, a obra está avaliada em 1,7 milhões de euros e já está em construção no recinto da Escola Básica 2,3 Eng. Manuel Rafael Amaro da Costa. Em São Luís o novo equipamento custará quase 1,5 milhões de euros, estando para breve o início de novo procedimento para contratação da empreitada, uma vez que que o primeiro concurso ficou deserto.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima