Chuva não evita quebra na produção do olival de regadio

Azeite 2
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A chuva que já caiu este mês não vai alterar a quebra de produção prevista para o olival de regadio, revela o diretor-executivo da Olivum – Associação de Olivicultores do Sul, Gonçalo Almeida Simões.

Em declarações à Agência Lusa, este responsável afirma que para estas “culturas de regadio o que interessa é a água armazenada nas barragens”, pelo que se trata de um tipo de cultura diferente daquela que é o olival de sequeiro, “que depende exclusivamente do que chove”.

Nesse sentido, e apesar da chuva que caiu recentemente, continua a perspetivar-se uma quebra de produção “à volta dos 30%” no olival moderno, valor que “tem mais a ver com ser um ano de contrassafra”.

Opinião

Carlos Pinto

23 de Setembro, 2022

Uma Vergonha para o Estado

Napoleão Mira

23 de Setembro, 2022

A Felicidade

Carlos Pinto

9 de Setembro, 2022

Mina tem futuro

Vitor Encarnação

9 de Setembro, 2022

Setembro

António José Brito

6 de Setembro, 2022

Os desafios de Castro Verde

José Francisco Encarnação

5 de Setembro, 2022

À cerca de… realidades.

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima