Certificação de tapetes de Arraiolos vai avançar

Certificação de tapetes

A Câmara de Arraiolos e a Turismo do Alentejo estão a preparar uma candidatura a fundos comunitários para avançar com a certificação e valorização da tapeçaria local, exposta, a partir desta quarta-feira, 5, nas ruas da vila.
Em declarações à Agência Lusa, o presidente da Câmara de Arraiolos, Jerónimo Lóios, realça que um dos objectivos que o Município “persegue há muitos anos” é a criação de mecanismos de salvaguarda do Tapete de Arraiolos para o defender das falsificações.
“Já lá vão mais de 10 anos que a Assembleia da República aprovou por unanimidade a lei 7/2002” para a criação de uma entidade certificadora do tapete, mas “o Ministério das Finanças ainda não deu despacho favorável”, lamenta o autarca alentejano.
A assinatura do protocolo entre as duas entidades para a apresentação de uma candidatura ao programa comunitário InAlentejo está marcada para esta quarta-feira, durante a abertura do certame “O tapete está na rua”, que decorre até domingo, 9, no centro histórico da vila.
Organizada pelo Município, a iniciativa integra uma mostra de tapetes estendidos nas ruas e praças e pendurados nas portas, janelas, varandas e nos edifícios mais característicos da zona “nobre” de Arraiolos.
Jerónimo Lóios ironiza ao dizer que “a grande novidade” da edição deste ano de “O tapete está na rua” é o facto de o Município continuar “a pôr de pé uma iniciativa como esta”, fazendo referência à actual situação social, económica e financeira e às dificuldades sentidas pelas câmaras.
O autarca conta que o Centro Interpretativo do Tapete, que está em construção, deverá abrir este Verão para funcionar como “repositório do historial, origens, métodos e técnicas do tapete antigo e, em simultâneo, como um espaço de investigação e estudo que possa projectar o tapete para o século XXI”.
A edição deste ano da iniciativa conta com a presença de 11 fabricantes do tradicional Tapete de Arraiolos.
O percurso de confecção do tapete de Arraiolos, desde a tosquia da ovelha até ao produto final, é o “ponto central” do certame, que inclui ainda apresentações de livros, animação de rua, workshops, actividades desportivas e espectáculos de teatro e música.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima