Cercicoa vai criar lar na vila de Ourique

Cercicoa vai criar lar

A Cercicoa vai construir um novo lar-residencial em Ourique para “dar resposta a 15 pessoas”, anuncia o presidente da instituição sediada em Almodôvar em declarações ao “CA”.
António Matias explica que o projecto de arquitectura está muito adiantado e que o arranque das obras dependerá da abertura dos concursos para financiamento comunitário.
O novo lar-residencial entra no âmbito do alargamento das estruturas residenciais da Cercicoa, num processo que tem vindo a ser trabalhado na rede social de Ourique onde, segundo esclarece, “foram detectadas necessidades no âmbito do acolhimento residencial de um grupo de pessoas em lista de espera [na CERCI] que requerem uma intervenção urgente”.
“São pessoas com deficiências ou incapacidades em idade adulta e cujas famílias já têm dificuldades em ficar com elas em casa”, acrescenta António Matias, explicando ainda que o projecto nasce de uma parceria com a Câmara Municipal, que cedeu um imóvel localizado na Praça D. Diniz, junto ao cine-teatro.
“É uma zona nobre da vila, central, com uma vista fantástica”, assinala.
Com parecer da Segurança Social emitido “em termos de estudo prévio”, a Cercicoa está nesta fase a trabalhar com a autarquia ouriquense na elaboração d projecto de arquitectura de “uma obra que não se afigura barata”.
“Vai ser a recuperação de um edifício e, até para manter a traça original, não se afigura uma obra barata. Teremos de ser muito objectivos e muito criteriosos na utilização de materiais e equipamentos”, explica.
Neste momento, António Matias entende que “seria excelente completar todo o processo burocrático em 2016”. Contudo, avisa que o projecto estará “dependente da rapidez de implementação” do actual quadro comunitário. E prevê que, depois de aprovado o financiamento, o processo de obras, aquisição de equipamentos e instalação “dure um ano no máximo”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima