Cercicoa apresenta finanças equilibradas

Cercicoa apresenta

As contas da Cercicoa estão equilibradas, mas o presidente da instituição admite que o aumento dos custos tem causado desvios que, “a curto prazo”, podem causar problemas.
Em causa estão, sobretudo, o aumento dos preços nos combustíveis, alimentação e produtos de higiene e saúde.
“Esta situação tem vindo a delapidar aquilo que era uma folga que tínhamos para investimento. […] Anualmente vimos sofrendo um desvio de 30 a 40 mil euros, o que daqui a cinco ou seis anos pode tornar-se num problema grave”, explica ao “CA” António Matias.
Com um conjunto de valências e respostas sociais “para um público diferenciado”, a Cercicoa emprega actualmente 60 pessoas (entre as quais 12 com deficiência) e serve por ano cerca de 250 utentes.
O lar-residencial tem 14 camas (serão 24 depois da ampliação) e a residência autónoma seis, enquanto que o Centro de Actividades Ocupacionais é frequentado por 25 pessoas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima