Cercibeja quer abrir Centro de Actividades Ocupacionais em Mértola

Cercibeja quer abrir Centro de Actividades Ocupacionais em Mértola

A Cercibeja – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Beja pretende avançar com um novo Centro de Actividades Operacionais (CAO) na vila de Mértola, que deverá ter capacidade para duas dezenas de utentes e ser uma realidade no prazo de dois anos.
“Em Mértola temos o problema da rede de transportes, não da vila de Mértola para Beja, mas sim daqueles montes e aldeias espalhados pelo concelho, onde está sinalizada uma série de pessoas com deficiência que não têm resposta nenhuma. E como custa imenso dinheiro trazer essas pessoas de ambulância para Beja todos os dias, estamos com este projecto, que achamos ser uma mais-valia para Mértola”, justifica ao “CA” o presidente da instituição, José Hilário Mendes.
A ideia de criar um CAO na “vila museu” tem vindo a ser trabalhada em parceria entre a Cercibeja, a Câmara de Mértola e a Misericórdia local, tendo sido escolhido o antigo quartel dos bombeiros como o local indicado para a instalação da valência.
De momento, ainda não existe uma estimativa do investimento necessário, mas José Hilário Mendes revela que os custos devem ser mínimos, uma vez que a autarquia deverá disponibilizar os serviços dos seus engenheiros e arquitectos, assim como o material exigido para a obra.
Para que o projecto se torne realidade falta apenas o acordo entre a Cercibeja e a Segurança Social, até porque um novo CAO em Mértola exigirá, no mínimo, a contratação de mais três monitores.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima