CDU quer processo da multa de Pulido Valente no Ministério Público

CDU quer processo da multa de

Os vereadores da CDU pretendem que o processo da multa ao presidente da Câmara de Beja, paga “indevidamente” pela autarquia, seja entregue ao Ministério Público.
Em comunicado, os comunistas explicam que na última reunião de Câmara propuseram, além do pagamento de juros civis de quatro por cento por Pulido Valente (o que foi chumbado pelos eleitos do PS), todo o processo fosse remetido para o Ministério Público (MP) por alegada prática de três crimes: utilização indevida de dinheiros públicos, abuso de poder e prestação de falsas declarações.
“Os vereadores da CDU apelaram para que os eleitos do PS, já que se dizem de consciência tranquila relativamente a este processo, viabilizassem o respectivo envio para o MP, tendo esse apelo sido negado com a utilização do voto de qualidade por parte do presidente em exercício, José Velez”, vinca a nota da CDU.
Segundo o mesmo documento, “os vereadores da CDU denunciaram ainda o envolvimento de Cristina Valadas, vereadora do pelouro das Finanças, em todo este processo, já que a mesma, apesar de conhecer o parecer do jurista, deu ordens aos serviços de contabilidade para proceder ao pagamento”.
Todo este caso remonta a Fevereiro de 2011, quando Jorge Pulido Valente terá alegadamente mandado os serviços da autarquia pagar indevidamente uma multa, conforme o parecer entretanto emitido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima