Castro Verde: Novo presidente quer “fazer melhor” pelo concelho

Castro Verde: Novo presidente

“Fazer mais e melhor” pelo concelho e trabalhar com rigor, determinação e seriedade são as garantias deixadas pelo novo presidente da Câmara de Castro Verde para o mandato que vai cumprir até 2021. O socialista António José Brito tomou posse nesta terça-feira, 17, ao final da tarde, e no seu discurso deixou claro ao que vai: “O programa eleitoral que apresentámos é um compromisso e os compromissos são para serem cumpridos”.
Depois da histórica vitória nas Autárquicas de 1 de Outubro, onde o PS conquistou uma câmara que era um “bastião comunista”, António José Brito assume que o tempo é de “assumir o futuro”, embora lembre não ser possível fazer “em nove meses o que outros não fizeram em nove anos”.
Mesmo assim, e apesar de ter “sérias dúvidas sobre a situação económica da Câmara Municipal”, garante que o executivo que lidera não fugirá às suas “responsabilidades”. E nesse capítulo, as prioridades estão bem definidas: debelar o “gravíssimo problema” da rede de águas da vila de Castro Verde; pedir uma reunião com o ministro da Educação para o avanço de “obras profundas” na Escola Secundária; resolver “o grave problema do pavilhão desportivo municipal”; tomar medidas para que a vila “seja mais limpa e asseada”; e fazer “uma radiografia dos casos de pobreza extrema no concelho”.
“Nesta como noutras matérias não vamos assobiar para o lado como se vivêssemos no melhor dos mundos”, prometeu António José Brito, deixando ainda uma palavra aos trabalhadores do Município: “Seremos rigorosos e intransigentes com quem não quiser partilhar a responsabilidade de pôr o serviço e o dever públicos à frente das suas circunstâncias particulares”.
O novo presidente da Câmara de Castro Verde analisou igualmente os resultados das Autárquicas 2017 no concelho, notando que o PS chegou à vitória “depois de uma dura luta”, tendo trabalhado “muito, com estratégia e grande exigência”.
“Nesta luta de David contra Golias insistimos num trabalho activo de oposição responsável, dando expressão pública às ideias que defendemos. Fomos sérios e mesmo perante a rudeza e altivez de um poder com mais de 40 anos nunca vergámos”, disse.
Após a tomada de posse dos novos eleitos da Câmara e Assembleia Municipal, procedeu-se à eleição do presidente e vogais da mesa da Assembleia Municipal de Castro Verde. Foi eleita Ana Paula Baltazar, que seguia em terceiro lugar na lista da CDU, que era liderada por Manuela Florêncio. Recorde-se que neste órgão a CDU tem uma maioria de 10 eleitos contra nove do PS, fruto do lugar por inerência a que têm direito os presidentes de junta de freguesia.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima