Castrense campeão regional de hóquei

Castrense campeão

Depois de duas presenças consecutivas no campeonato nacional, primeiro em sub-13 e de seguida em sub-15, por ter sido segunda classificada no regional da categoria, a equipa de hóquei em patins do FC Castrense garantiu nesta temporada o desejado título regional do Alentejo e Algarve em sub-15.
Uma vitória celebrada no final de Janeiro e que era o grande objectivo da época para os jovens hoquistas de Castro Verde, que abriram a época com a conquista da Taça da Associação de Patinagem do Alentejo (APA).
“A palavra de ordem foi ‘acreditar até ao fim’, apesar de termos tido um contratempo na primeira volta. Mas conseguimos levantar-nos e ganhar, porque o nosso objectivo foi sempre trabalhar forte para conseguirmos ser campeões”, afiança o técnico do FC Castrense. “E o que as outras equipas nos dizem é que merecemos este título, porque fomos mais fortes e tivemos mais atitude”, acrescenta com orgulho Luís Cavaco ao “CA” depois de mais um treino.
O treinador de 51 anos tem vindo a trabalhar nas últimas temporadas com a actual equipa de sub-15 de hóquei em patins do FC Castrense e reconhece que os dois títulos já alcançados nesta temporada comprovam a evolução técnico-táctica dos seus atletas.
“Existe uma curva ascendente. Os miúdos são poucos mas trabalham muito e têm muita qualidade! E quando digo ‘muita qualidade’ não é por simpatia, mas também por saber o trabalho que lhes é exigido”, observa Luís Cavaco, para logo acrescentar: “As coisas até podem não nos estar a sair bem, mas se começarmos a encaixar as coisas saem naturalmente. Porque também somos exigentes no trabalho que fazemos aqui diariamente”, garante.
Conquistados o campeonato regional e a Taça da APA, segue-se o campeonato nacional. A equipa de Castro Verde integra a Zona D, juntamente com as formações do HC Grândola, HC Vasco da Gama (Sines), Boliqueime, Paço d’Arcos e Oeiras. A competição arranca no próximo domingo, 17 de Fevereiro, com o FC Castrense a receber a formação grandolense e, para já, o optimismo é moderado.
“Quando fomos pela primeira vez ao nacional, em sub-13, fizemos um campeonato muito regular. O ano passado, já em sub-15, só fizemos um empate em casa, com o Paço d’Arcos. Este ano não sei o que nos espera, pois não sei como estão as outras equipas”, revela Luís Cavaco.
Ainda assim, o técnico castrense não se mostra muito apreensivo. Bem pelo contrário! “O nosso objectivo principal [da época] já foi alcançado! Mas uma coisa é certa: vamos pensar apenas passo a passo, degrau a degrau. No final é que se fazem as contas”, conclui Luís Cavaco.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima