Candidatura do PSD em Almodôvar com nova polémica

Candidatura do PSD em

Estalou nova polémica no seio da candidatura autárquica do PSD no concelho de Almodôvar, agora com Rui Cortes a acusar Ricardo Colaço e Fernando Palma de o terem traído.
Em causa está o facto de Rui Cortes ter visto a sua candidatura pelo PSD à presidência da Junta de Freguesia de Almodôvar cancelada, acabando o escolhido por ser Fernando Palma, que deveria entrar em terceiro lugar na lista laranja à Câmara Municipal.
“Sem dúvida que me senti traído”, conta ao “CA” o próprio Rui Cortes, que admite nunca ter esperado o comportamento do candidato do PSD à Câmara de Almodôvar e actual presidente da Junta de Freguesia de Almodôvar, Ricardo Colaço.
“Achei-me traído pelo Ricardo Colaço porque lhe dei o meu apoio, sofri consequências laborais por isso [foi exonerado do cargo que desempenhava na Câmara de Almodôvar], acreditei nele e ele fez-me o que fez”, diz.
Quanto a Fernando Palma, Rui Cortes acusa-o de ter orquestrado um “golpe palaciano” com “retoques maquiavélicos”, no sentido de ser ele o candidato à Junta de Freguesia almodovarense, por entender que o cargo lhe daria “mais projecção política”.

Tudo mudou em 15 dias
Para melhor se perceber todos os contornos deste processo é preciso recuar à noite de 4 de Abril, quando a Comissão Política da Concelhia de Almodôvar do PSD se reuniu para aprovar o nome de Rui Cortes como candidato laranja à Junta de Freguesia de Almodôvar.
Na ocasião, conta Cortes, Fernando Palma terá manifestado a sua vontade de não entrar na lista para a Câmara Municipal e ser ele o candidato à Junta de Almodôvar. “Mas na altura foi assumido pelos membros da Comissão Política que não havia condições para tal, dado o meu perfil encaixar muito bem para a Junta”, adianta.
Confirmado como candidato, Rui Cortes iniciou então o processo de contactos e formação da sua lista, contando sempre, segundo diz, com o apoio de Ricardo Colaço. Até que chegou nova reunião da Concelhia do PSD, na passada quinta-feira, 18, e o rumo dos acontecimentos mudou radicalmente.
“Apresentei os nomes, disse os contactos que tinha feito e nada fazia supor que a seguir o Ricardo Colaço se dirigisse a mim e me dissesse que eu já não era o candidato, porque era o Fernando Palma”, conta Rui Cortes, lembrando a argumentação utilizada: “Disse-me que tinha sondado umas pessoas, que tinha recebido um telefonema pouco antes da reunião a apoiar o Fernando Palma e que tinha considerado isso”.
Este desfecho foi sentido por Rui Cortes como “um balde de água fria” e “uma punhalada nas costas”, considerando mesmo que a sua credibilidade foi colocada em causa perante as pessoas que o apoiaram. “Senti-me ultrajado e como não podia pactuar com aquilo abandonei o projecto”, sublinha.
De acordo com Rui Cortes, terá sido o próprio Fernando Palma a pressionar Ricardo Colaço para ser ele o candidato à Junta de Freguesia de Almodôvar.
“Parece-me que neste caso houve um ceder da parte do Ricardo Colaço a uma pressão. […] Efectivamente o Fernando Palma dá a vitória ao Ricardo Colaço na Comissão Política [para ser o candidato à Câmara de Almodôvar pelo PSD] e ele deve estar-lhe grato. Mas nunca deveria ter esta consequência, porque quem me conhece sabe que me entrego às coisas. Dei a cara junto de uma série de pessoas com a concordância do Ricardo Colaço e nada fazia supor” que fosse este o desfecho, conclui Rui Cortes.
Contactados pelo “CA”, tanto Ricardo Colaço como Fernando Palma recusaram, para já, tecer qualquer tipo de comentário sobre as acusações de Rui Cortes.

Autárquicas conturbadas
Esta é mais uma polémica ao conturbado processo interno de escolha dos candidatos do PSD aos órgãos autárquicos do concelho de Almodôvar, depois de no final de Fevereiro Ricardo Colaço ter sido escolhido como cabeça-de-lista em detrimento do actual vice-presidente da autarquia, João António Palma.
Uma decisão que levou João António Palma a assumir uma candidatura independente à Câmara, contando em segundo lugar com António Sebastião, que entretanto abandonou a candidatura à Câmara de Beja e anunciou a sua desvinculação de militante do PSD.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima