Candidatura do cante alentejano a património mundial da Unesco adiada

Candidatura do cante alentejano a património mundial da Unesco adiada

O cante alentejano não vai ser proposto este ano pela Comissão Nacional da Unesco para a lista de candidatos a património imaterial da Humanidade, adiantou esta segunda-feira, 26, a SIC Notícias.
De acordo com a mesma fonte, a delegação portuguesa considera que a proposta promovida pela Confraria do Cante Alentejano, em parceria com a Casa do Alentejo, a Associação MODA, a Câmara de Serpa e a Turismo do Alentejo, "não está suficientemente amadurecida e corre o sério risco de ser chumbada".
"Não estão reunidas as condições mínimas para apresentação da candidatura no corrente mês", sintetiza o presidente da Comissão Nacional da Unesco, António Almeida Ribeiro, numa carta endereçada ao presidente da comissão executiva da candidatura, Carlos Laranjo Medeiros.
Na mesma missiva, revelada pela SIC Notícias, Almeida Ribeiro recomenda o adiamento da candidatura para 2013, dado desejar "uma candidatura vencedora e não um insucesso que a todos iria afectar".
A posição da Comissão Nacional da Unesco foi tomada depois de ter consultado os elementos da comissão científica da candidatura.
Nesse processo de consulta, houve dois elementos a sugerir o adiamento, entre os quais a musicólogo Salwa Castelo Branco, que já esteve ligada à bem sucedida candidatura do fado a património mundial da Unesco.
De acordo com a SIC Notícias, o presidente da comissão executiva da candidatura "não se conforma e ameaça bater com a porta", dado não estar disponível para liderar o processo durante mais um ano.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima